TRANSLATE

VISUALIZAÇÕES DA PÁGINA

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Sete Chaves: 28 Conceitos (+) 28 Aperfeiçoamentos (=) N Experimentos

(EM BREVE) Este material volta-se a pais & responsáveis, docentes, jovens acima de quatorze anos (considerado sua maturidade), formadores de opinião, administradores & RH, órgãos de saúde, dentre outros. Possui linguagem transitando de conceitos e situações mais simples às mais complexas.

Encontra-se elaborado, em sua maior parte, sob a forma de esquemas textuais, conjuntamente com técnicas de redação descritivas e dissertativas, ladeado de tom crítico-construtivo.

Intui-se com isso maior dinamismo àquele, ou grupos, que o utilizar, pois, o mesmo oferece condições de emprego em meio à dinâmica.





sábado, 8 de abril de 2017

sexta-feira, 20 de maio de 2016

O GUARDIÃO DOS SONHOS - em breve

Devido N carências e limitações junto à sociedade, mais o intuito de transformação por parte de um grupo humano-profissional, surge então O Guardião dos Sonhos, visando o propiciar de pedagógicas ferramentas, técnicas, dinâmicas e literaturas à transcendência de realidades de personagens e ambientes ligados à mediação de saber/aprendizagem e multiculturas: aos grupos docentes, discentes, pais/responsáveis, lideranças comunitárias e etc.; frente suas limitações e necessidades filosófica, pedagógica, literária e cultural-artística; utilizando de Oficinas Pedagógicas, Universo de Contação de Histórias e Palestras; acrescido de festivas aberturas e encerramentos.
Um articulado e contextualizado conjunto de aspectos, ações e saberes a maturar ou propor alternativas e possibilidades via ação-reflexão-ação, empreendedorismo, criativos desafios, e etc. É ciência humano-literário, filosófico-cultural e místico-artístico em 70% de prática à habilidade de mediar saber e contar histórias: a Guardião de Sonhos.
Da Oficina, que engloba a maioria dos objetivos mencionados, e utilizando das palavras de Camila, Laís e Joseane em seu artigo, visa-se com esta o edificar de conhecimento com ênfase na ação, sem perder de vista a base teórica, pois, as oficinas conceituam como sendo “um tempo e um espaço para aprendizagem; um processo ativo de transformação recíproca entre sujeito e objeto; um caminho com alternativas, com equilibrações que nos aproximam progressivamente do objeto a conhecer”; é uma oportunidade de vivenciar situações concretas e significativas, baseada no tripé: sentir-pensar-agir, com objetivos pedagógicos; com ela se promove apropriação, construção e produção de conhecimentos teóricos e práticos, de forma ativa e reflexiva. (Paviani, 2009).
Indispensável à oficina, é a dinâmica (de dynamis, palavra grega que significa força, energia, ação), e o lidar com dinâmicas; compreender e lidar com o movimento e expressões, enfatizando as expressões humano-pedagógicas: num propiciar de coordenadas técnicas prol objetivos específicos à realidades determinadas – o que, como, formas variadas, quando e com o quê; considerando o conjunto das forças envolvidas na atividade humano-pedagógica. Deixando claro ao cursista a existência de variáveis.
Da Contação de História, como ferramenta pedagógica conjunta às demais prática de ensino, destacar a expressão corporal, música, ambientação, narrador e interatividade, objetivando a manifestação de sentimentos, pensamentos, ideias, conceitos e sensações internas, ou ambas simultaneamente, dentre outras perspectivas: o exprimir de algo por meio de sons, seguindo regras variáveis conforme mensagem, melodia, letra e etc.; a composição de elementos físicos e/ou virtuais que definam o espaço cênico, bem como todos os objetos no seu interior – as cores, texturas, estilos, pequenos objetos... –; e os caracterizadores de personagem, como base a perfis psicológico, filosófico, pedagógico e outros mais.
Imprescindível nesse contexto e conjuntura de oficinas pedagógicas, articulados culturalmente, será a apresentação de reflexões e vídeos-homenagens aos povos imigrantes e culturas deste País; encontrados na internet, cujo conteúdo encontra-se citado em os livros didáticos de ensino fundamental e médio. Da mesma forma, a apresentação de vídeos referentes aos maiores pensadores, artistas da história global e suas obras: Aristóteles, Sócrates, Pitágoras, Confúcio, Isaac Newton, Mahatma Gandhi, Martin Luther King Jr, Beethoven, Frédéric Chopin e outros. E..., quanto à Literatura Nacional: Pena Branca e Xavantinho, Zé Ramalho, Almir Sater, Martinho da Vila, Alceu Valença, Legião Urbana, Titãs, Lenine, dentre outros.
Da música, como ferramenta a maturar e/ou desenvolver as capacidades emocionais e psíquicas humana: a promover/facilitar estados e ambientes de equilíbrio, de bem-estar, de concentração e ao desenvolvimento do raciocínio, em especial em questões reflexivas voltadas para o pensamento filosófico. Esta que também afeta demais seres da fauna e flora em suas possibilidades existenciais.
Considerando o emprego de inter e transdisciplinar nesse projeto, em ações articuladas com as instituições envolvidas prol conhecimento a arte acessível à sua clientela e comunidade em geral, ter-se-á assim a ocorrência de mais vinte e três (23) palestras divididas entre as cidades sedes, com vinte por cento (20%) de vagas gratuitas, mais as obrigações legais. Com temáticas contextualizadas dentre a vida de campo & vida urbana, questões educacionais, e as contações de histórias.
E nesse contexto, a participação de cursistas: com encenação/apresentação valendo horas à certificação; engrandecendo o curriculum de vida dos mesmos. E esses últimos, podendo participar dos atos de encerramentos.
Haverá também, um dia de atividade de arborismo, em cada cidade e com cada turma, a ser promovido em articulação com Corpo de Bombeiros locais, Escoteiros, Psicopedagogos, Terapeutas e demais integrantes da equipe deste Projeto: um dia ao “quebrar gelo”, superar obstáculos, enfrentar o desconhecido, poder falar, e ter ensinamentos a receber referente ao momento vivenciado.
Ainda... Por este Projeto transcorrer em duas fases (de agosto a dezembro de 2016, e, de março a junho de 2017), ao fim de cada fase os Contadores de Histórias promoverão apresentações em cidades vizinhas às cidades sedes: será uma caravana, aberta a novas cooperações, aproveitando de calendários festivos.         
Com essa dimensão cultural-pedagógica, dentro duma estratégia publicitária, objetiva-se um disseminar de conhecimento, cultura e experiências à população em geral; a qual observará em os cursistas outras formas de ver, abordar e lidar com as diversas realidades pedagógicas, literárias, culturais e etc.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

DO APREENDER À MEDIAÇÃO DE CONHECIMENTO: O APRENDIZ, A SABEDORIA E OS ME...

VISANDO COLABORAR COM O PROCESSO EDUCACIONAL DE APRENDENTES (ESTUDANTES), UNIDADES FAMILIARES, DOCENTES E COMUNIDADE EM GERAL, PROL MATURAÇÃO, TRANSCENDÊNCIA DE INDIVÍDUOS E DE SOCIEDADE A UM ESTADO DE PAZ E ILUMINAÇÃO INTERIOR, POR MEIO DA MEDIAÇÃO DE CONHECIMENTO E SABEDORIAS UNIVERSAIS, ENTÃO, VEM ESTE PROJETO APRESENTAR E ENFATIZAR 'N' FORMAS DE CONFECÇÃO E PROMOÇÃO DE DINÂMICAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS, CONJUNTAMENTE COM SEUS RESPECTIVOS MATERIAIS E CONTEÚDOS. 

COMO EXEMPLO DE AS DIVERSAS FORMAS, A UTILIZADA NA CONFECÇÃO DESTE VÍDEO: COM MATERIAIS E FERRAMENTAS ENCONTRADOS NA INTERNET: MÚSICAS, IMAGENS, VÍDEOS, TEXTOS, GRÁFICOS E ETC.; QUE EM SUA CONJUNTURA ABRANGE ‘N’ ÁREAS DO SABER; PERMITINDO UM LEQUE MAIOR DE OBSERVAÇÃO E AÇÃO; TAMBÉM DE UMA SADIA CURIOSIDADE.

OU SEJA, UM PROJETO QUE VISA A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ORIUNDOS DE LITERATURAS DIVERSAS; PODENDO SER ENCONTRADOS EM COMÉRCIOS DE LIVROS USADOS (SEBO), NO COTIDIANO POPULAR, FILOSOFIAS DE VIDAS, SISTEMAS DE CRENÇAS DE HOJE E DE OUTRORA, EM OFICINAS E ATELIES DIVERSOS, BIBLIOTECAS, ESCOLAS, UNIVERSIDADES, NO CINEMA, ARTES PLÁSTICAS E ETC.

POR ENFATIZAR MAIS AS PRÁTICAS DINÂMICAS DO QUE TEORIAS, ENTÃO, ESTÁ ELE POR APRESENTAR LITERATURAS, FERRAMENTAS E PRÁTICAS VOLTADAS AO DESPERTAR, À BUSCA, APRIMORAMENTO E TRANSCENDÊNCIA DO APRENDENTE, À TRANSCENDÊNCIA DO SER; TANTO NOS ASPECTOS APRESENTADOS AQUI QUANTO EM OUTROS A SEREM APRESENTADOS EM MOMENTOS VINDOUROS. 

ASSIM, UM PROJETO QUE FUNDAMENTA-SE EM BASES, LEIS E INFORMAÇÕES DE CUNHO UNIVERSAL PRÁTICO-TEÓRICO (EMPÍRICO, CONSTATADO, CERTO), PORTANTO, ALGO QUÂNTICO, COSMOLÓGICO. 

PORTANTO, E REAFIRMANDO: A UM PROCESSO EDUCACIONAL VOLTADO À TRANSCENDÊNCIA, PAZ, E ILUMINAÇÃO; AINDA MAIS EM ÉPOCA COMO ESSA QUE VIVEMOS.


segunda-feira, 28 de setembro de 2015

EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS APLICADAS, ESPIRITUALIDADE E SOCIEDADE: COMO ENCONTRA-SE A HUMANIDADE INTERIOR DE CADA PESSOA, E POSTERIORMENTE A DA SOCIEDADE?

O que é educação; quem educa o quê? E quanto ao Íntimo de Paz em cada um de nós: expressamo-o conscientemente, ao menos junto à nossa família? E nas escolas: os docentes, estudantes, pais e responsáveis? O que está acorrendo nesse mundo forjado por pessoas, distribuído sobre o Globo Terrestre? E até quando continuará perpetrando essa Ilusão Maya?
Inicia-se com essa publicação um conjunto de palestras, vídeo-aulas, reflexão e outras mais ferramentas voltadas às questões educacionais; no tocante de Luz-Paz às indagações anteriores: pautadas em Ciências Aplicadas e Espiritualidade; junto às notórias pesquisas científicas de hoje e de outrora, também junto aos maiores Sistemas de Crenças vigentes de hoje e de outrora.



domingo, 31 de maio de 2015

PISTIS SOPHIA

Um livro sobre as orientações e direções (práticas e ações), além outros aspectos instrutivos para além de teorias e parábolas, que Jesus Cristo (Yeshua Hamashia) promovia junto aos Apóstolos; após sua ressurreição.

Na essência desse livro, na sabedoria que ele trás, percebe-se notoriamente a iluminada congruência de seu teor junto ao encontrado em os Livros Sagrados, e/ou Sabedorias, de os maiores Sistemas de Crenças no Planeta; enquanto aquilo que sai do campo da teoria, supera dor, sofrimento, fanatismos, idolatrias (...), e assim avança ao estar em Paz Interior;ou estado de presença interior; independente de as circunstâncias de vida pela qual se está a passar.

Seu teor aponta ao mesmo encontrada nas escolas iniciáticas: do Budismo, Hinduísmo, Taoismo, Xintoismo, Escola Egípcia e etc.

Independente de ser um analfabeto ou um PHD erudito doutrinário teológico, sem as práticas, não se consegue interpretar e caminhar a um desvelar dessa obra; utilizada por várias instituições e escolas iniciáticas: quanto mais se avança em as práticas de eliminação de agregados psíquicos (eus-egos), também transmutando energias, e se cresce em a caridade desinteressada, mais se consegue compreender (trazer/apreender em prática a Si) a sabedoria-luz da vida.

Por hora, encerro nessas poucas palavras, que nem se aproximam do que venha realmente ser, não mais o livro Pistis Sophia, mas, Pistis Sophia: pois, trata-se de um caminho individual, e que precisa de muitas ajuda; é algo paradoxal; que transcende interpretações meramente intelectual; podendo ser tranquilamente averiguada, constatada, percebida, tocada e vivenciada; está em todo local.


Fonte:

domingo, 10 de maio de 2015

O OLHO DE HORUS: UM POUCO DE EGÍTO DE OUTRORA E SUA VERDADEIRA HISTÓRIA

A quem desconhece e deseja conhecer um pouco da Verdadeira Essência da  praticada Religião Egípcia, sua espiritualidade, filosofia, ciência, arte, edificações & pirâmides, e iniciação; sua verdadeira finalidade e propósito à iluminação consciencial.

A quem quer compreender a real semelhança entre Essa e o encontrado nos livros sagrados: Bíblia, Pistis Sophia, Bagavadguitá, Mahabharata, Torá..., também, nos Ensinamentos Budistas, Xamanistas, Crenças Mediterrâneas e etc.; prol transcendência mental, emocional, medicinal/saúde, arquitetônico, psíquico, que dentre outros voltam-se à iluminação consciencial.

A quem quer saber o real motivo de se ter construido as Pirâmides do Egito e outras mais Edificações que a elas se somam em finalidade e propósito, também o como fora feito, e um pouco do motivo de tantas pirâmides aos redor do mundo, somada às encontradas no fundo do oceano, e em o que toda sua finalidade e propósito se assemelham aos Livros citados anteriormente...

Eis aqui um documentário tranquilo e interessantíssimo: quanto ao estado alcançado nessas iniciações à transcendência (total despertar/iluminação), as palavras ditas ou escritas não conseguem expressar e levar o leitor ou ouvinte a sentir seu efeito, pois, o alívio de quem superou/libertou-se duma doença terminal, vício, crise socioeconômica, situação de extermínio e etc., é diferente do sentimento ou interpretação alcançada por quem lê ou escuta o fato ocorrido...

Quanto ao fim, ou possível diminuição, de quase todo grupo humano ligado à Matriz Egípcia, e o como muitas "coisas" foram sendo desvirtuadas até pelo próprio povo da época, somado ao porque posteriores religiões/igrejas, academias e ideologias diversas reescreveram a história Matriz conforme sua forma de ver o mundo e seus interesses (até o pondo na marginália e profanações), chegando às paranoias que se propagam em diversos locais, além outros aspectos, eis outro assunto muito complexo...

Um bom documentário: Aproveitem...